Surpreenda-se com a gastronomia peruana.

Todas as nuances desse incrível país, apresentadas em sua variada culinária.

Até algum tempo atrás, quando pensávamos no Peru, o mais comum era logo vir à mente alguma imagem de Machu Picchu, de suas emblemáticas e imponentes ruínas, alguma vestimenta típica ou animal característico da região.

Não que todos esses itens não continuem encantadores, muito pelo contrário… mas outra grande força está levando o país a ser notícia em todo o mundo e a começar a ser reconhecido por isso: a sua incrível gastronomia, que tem passado por uma revolução e vem conquistando paladares por sua versatilidade, uso de ingredientes locais dos mais variados e pelo excelente trabalho de chefs renomados que estão reinventando a forma de preparar as receitas.

Um dos mais aplaudidos (senão o mais) profissionais da cozinha peruana e um dos grandes responsáveis pela internacionalização de sua culinária, é Gastón Acurio, dono do Astrid & Gastón, que figura entre os 20 melhores restaurantes de todo o mundo. Ele foi premiado na Suécia pelo White Guide Award como um dos chefs contemporâneos mais criativos.

O talento de Acurio, sem dúvidas, tem ajudado no processo de elevação da gastronomia peruana e o país foi eleito como o melhor destino gastronômico por dois anos consecutivos pela World Travel Awards do Reino Unido. É um feito inédito que colocou definitivamente o Peru como um dos países mais atraentes quando o assunto é culinária. O reconhecimento se deve, principalmente porque os profissionais conseguiram reunir nas receitas as influências trazidas pelos povos que o colonizaram. Um misto perfeito de respeito pela história, identidade e sabor.

Com uma culinária tão rica não poderiam faltar restaurantes, bares e cafés para servir todas as iguarias. Lima, uma cidade antenada a essa demanda,  é onde você encontrará inúmeros locais para apreciar a variedade de opções: desde receitas mais tradicionais até releituras de pratos típicos com toques contemporâneos.

Vale muito planejar um mergulho neste fervilhante universo gastronômico e conhecer o maior número de estabelecimentos possíveis, para que você tire suas próprias conclusões. Vai ser uma experiência obviamente saborosa e única, pode acreditar.

 

A importância da história na gastronomia peruana.

A tradição culinária do Peru começa com os Incas, que praticavam uma agricultura sofisticada e garantiram o cultivo de ingredientes variados incluindo frutas e verduras que são empregadas até hoje em diversas receitas.

Machu Picchu, localizada a mais de 2400 metros de altitude é um bom exemplo dessa sofisticação. Os antigos povos construíram terraços onde praticavam a agricultura de modo exemplar e de lá, tiravam todos os tipos de alimentos de que precisavam. Não era preciso ir até os terrenos mais baixos para plantar ou colher.

A partir dessa base histórica foram incorporadas influências da colonização espanhola e de franceses que fugiam de seu país durante a Revolução Francesa, e trouxeram seus hábitos e ingredientes importantes à culinária.

Mas o cardápio ainda não estava completo.

Depois vieram os africanos e os últimos a chegarem foram os chineses, japoneses e italianos,  que trouxeram suas novidades que, aos poucos, foram sendo assimiladas e conseguiram dar uma identidade única às receitas locais.

 

Receitas tradicionais e suas origens.

Entre os muitos pratos típicos, podemos citar alguns como:

A Carapulcra, cuja origem vem lá dos Incas. É um dos pratos mais antigos e apreciados da cozinha peruana: feita com batata seca moída e carne cozida, condimentadas de forma única com ají – pimenta muito comum no peru, manteiga, cebola, sal e cominho.

A Causa de Frango, tem como base a cultura espanhola. Trata-se uma massa preparada com batata amarela prensada, ají (olha ele de novo) e suco de limão. Pode ser recheada ao gosto do cozinheiro, mas entre os favoritos está é claro, o recheio de frango.

A herança africana está presente no Anticucho de Coração (espetinhos de coração de boi) e também no Tacu-Tacu, uma espécie de massa preparada misturando-se arroz com feijão e depois incrementada a gosto do cozinheiro.

E é claro, não podíamos deixar de falar da grande estrela: o Ceviche. Prato número um do Peru, considerado patrimônio nacional. Esse dispensa apresentações.

Sua influência histórica é creditada aos japoneses, principalmente na forma de consumo do peixe.

Além de todas as influências externas, a topografia também ajudou muito para a grande diversidade de pratos típicos. As muitas altitudes e o clima variável em áreas próximas favoreceram o cultivo muito produtivo de diversos ingredientes.

 

Festival gastronômico no Peru.

A variedade da culinária peruana é tão farta que ao longo da costa do país foram catalogadas mais de 2500 tipos diferentes de sopas, mais de 250 sobremesas tradicionais e mais de 490 pratos típicos, números que espantam qualquer um. Para poder experimentar esse banquete gastronômico, levaria um bom tempo.

Com um cenário gastronômico tão rico e intenso, era de se esperar que eventos fossem criados para promover tudo isso e seduzir novos visitantes. Um dos mais importantes é Festival Gastronômico Mistura, que acontece anualmente, no início de setembro, e tem sido um sucesso. Se você for um dos que se interessam mais a fundo, ainda poderá participar de fóruns e palestras com os mais renomados chefs do país e outros tantos convidados. Eles vão demonstrar as novidades que prepararam em workshops e o melhor: com direito a degustação!

Durante o Festival, acontecem shows típicos com danças, música e exposição de artesanato para promover a cultura. É uma festa grandiosa que atrai pessoas de todas as partes do mundo e que têm a oportunidade de aprender muito sobre as tantas facetas deste país.

Conhecer o Peru e suas variedades gastronômicas é uma das experiências mais interessantes e ricas atualmente. E todos os visitantes são sempre muito bem recebidos, pois os peruanos são muito hospitaleiros e gentis.

Além da diversidade de restaurantes, bares e cafés o tempo todo te convidando à mesa para saborear essa experiência, é uma incrível chance de entender a importância da influência histórica na identidade de um povo, e de como absorver de forma criativa as características de outros povos, pode ser surpreendente.

Uma experiência irresistível que certamente te deixará com vontade de repetir.

 

Ativa | Fale com a gente e faça sua viagem.